QUEBRAS NA SAFRA DE VERÃO

Condições climáticas adversas, que castigam severamente o estado do Rio Grande do Sul neste verão, tem trazido grande apreensão para o setor primário gaúcho.

A ausência de chuvas, tão necessárias ao bom desenvolvimento das lavouras neste ciclo de verão, tem gerado a certeza de níveis de produtividade muito aquém daqueles registrados em safras passadas.

Pesquisa de atualização realizada pela ACERGS, entre seus associados, mostra que no dia 05 de março de 2020 em solo gaúcho há uma projeção de perdas nas lavouras de soja em torno de 35.1%, enquanto que as lavouras de milho apresentam perdas na ordem de 30.5%.

Diversos setores da sociedade civil organizada se reúnem para discutir com o Governo estadual as melhores formas para empregar a força do Estado no sentido de amenizar as perdas projetadas para o setor primário. 

Compartilhe com seus amigos!